Na Bahia, Bolsonaro culpa a seca pelo aumento da energia

Em evento no interior do estado, presidente faz citações bíblicas e critica governadores

Caravana dos mil dias: na Bahia, presidente culpa a seca pela alta na conta de luz | Reprodução/TV Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, nesta 3ª feira (28.set), que a seca motivou o aumento da conta de luz no país. Em discurso feito em Teixeira de Freitas, na Bahia, o chefe do Executivo fez uma série de referências bíblicas e considerou a relação com governadores “um desafio” para o Planalto.

 “Enfrentamos uma das maiores secas da história do Brasil, refletindo diretamente no preço da energia. Enfrentamos, há pouco, uma geada ímpar que atacou e prejudicou em grande parte a nossa agricultura. Enfrentamos também alguns governadores do Brasil que fecharam tudo, sem se preocupar com as consequências”, disse.

Em declarações voltadas para apoiadores evangélicos, Bolsonaro citou trechos bíblicos ao menos três vezes. E repetiu o que dissera na véspera: “Nada temeis, nem mesmo a morte, a não ser a morte eterna”.

Vestindo um colete com uma etiqueta bordada com a marca “Auxílio Brasil”, programa que deve substituir o Bolsa Família, Bolsonaro também citou os repasses do auxílio emergencial para “pessoas que perderam a renda” e outros programas sociais.

As declarações foram dadas um dia após o Congresso aprovar a liberação de espaço no Orçamento para uma ampliação do programa de renda mínima.

A viagem para a Bahia faz parte da agenda comemorativa dos mil dias do governo. A cerimônia desta manhã foi organizada para que o presidente pudesse participar da entrega de títulos de terra no estado e da inauguração de um centro esportivo. De Teixeira de Freitas, a comitiva do presidente seguiu para Alagoas, onde participará de novas entregas do governo federal.