Polícia Civil deflagra operação contra quadrilha que praticava assaltos em em Barra do Piraí, Volta Redonda e Barra Mansa, RJ

A Polícia Civil deflagrou na manhã de hoje (dia 29) a operação Justa Causa para cumprir cinco mandados de prisão contra suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em roubos em Barra do Piraí, Volta Redonda e Barra Mansa. Coordenada pela delegacia de Barra do Piraí, a ação contou com apoio de outras delegacias e foi deflagrada a partir da 5ª Risp, Região Integrada de Segurança Pública, localizada na Vila Mury, em Volta Redonda. 

Os cinco mandados foram cumpridos nos bairros Três Poços, Retiro e Água Limpa, em Volta Redonda, segundo o delegado responsável pela operação, Rodolfo Atala, titular de Barra do Piraí. Os outros dois foram contra um casal de Volta Redonda que se encontra preso desde o dia 2 de agosto deste ano pelo assalto a uma casa lotérica localizada no distrito da Califórnia, em Barra do Piraí, de onde foram roubados 164 mil reais. Com o dinheiro, o casal chegou a passar um fim de semana no hotel cinco estrelas Sheraton, no Leblon, no Rio de Janeiro.

Segundo o delegado, o assalto praticado pelo casal não foi um crime isolado. As investigações apontaram que eles estão envolvidos em outros casos e tiveram a nova prisão ordenada pela Justiça, agora por organização criminosa. Ainda de acordo com o delegado, o líder do grupo corrompia funcionários de estabelecimentos comerciais, que passavam informações como dia de pagamento e valor de dinheiro transportado pelos patrões.

A partir daí o grupo monitorava as vítimas e escolhia o melhor dia para cometer o roubo. Conforme destacou Atala, os assaltantes agiam de forma violenta e não hesitariam em matar as vítimas para cometer os roubos.

Em interceptações efetuadas pela polícia é possível ver os criminosos trocando fotos das vítimas, obtidas em redes sociais, e planejando os roubos. Os alvos eram, principalmente, lojas e casas lotéricas de Volta Redonda, Barra Mansa e Barra do Piraí. Segundo Rodolfo Atala, um assalto planejado para esta semana a uma casa lotérica de Volta Redonda foi evitado com a operação. Após os assaltos os criminosos gastavam o dinheiro em boates, hotéis, viagens, carros e joias, a exemplo do casal preso no mês passado.