Pré-candidato à presidência, Eduardo Leite participa de evento do PSDB em São José dos Campos, SP

Recebido por apoiadores filiados ao seu partido, o Governador do Rio Grande do Sul também foi recebido por Felício Ramuth, prefeito da cidade

Eduardo Leite à esquerda e Felipe Ramuth à direita (Reprodução/@tucanosporeduardo)

Pré-candidato à Presidência da República, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), esteve em São José dos Campos neste sábado (25) para participar de evento de prévias eleitorais do partido tucano.

Poucos dias após oficializar sua intenção na corrida presidencial nas eleições do ano que vem, Eduardo discursou no evento na RMVale se colocando como opção do PSDB para a disputa. 

“Não é o Eduardo que vai resolver o problema do Brasil, quem vai resolver é o povo brasileiro voltando a acreditar na sua própria capacidade de fazer mudança. E vocês que estão envolvidos com a política, como militantes ou executores de um cargo eletivo, têm ainda mais importância, porque é daqui que tem que começar a onda que mobiliza e resgata nas pessoas, não a confiança em um candidato em específico, mas o resgate da confiança em si mesmo”, disse Eduardo.

O evento contou com ‘caciques’ do partido na região, incluindo o prefeito de São José, Felicio Ramuth, que já admitiu que deve deixar o PSDB nos próximos meses. A tendência é que o município receba outros pré-candidatos do partido tucano ao governo federal, incluindo o governador de São Paulo, João Doria.  “O governador merece todo o nosso respeito pelo trabalho que faz em São Paulo, o ex-senador e prefeito Arthur Virgílio [Neto, prefeito de Manaus]; e o ex-governador, e agora senador, Tasso Jereissati… Para mim já é uma honra estar ao lado deles, não para concorrer contra um ou contra o outro, mas apresentando a minha visão à favor do país”, destacou o tucano.

CORRIDA.

Eduardo Leite lançou, na última terça-feira (21), em Brasília, sua pré-candidatura e campanha referente às prévias do PSDB para a concorrência à disputa presidencial. Mantendo um discurso de pacificação política, o candidato fez críticas subjetivas para o atual presidente, Jair Bolsonaro (sem partido), e o ex-presidente Lula (PT), que atualmente lideram as pesquisas eleitorais.

“Não sou candidato a mito ou a salvador da pátria. Sou candidato a liderar a enorme potencialidade deste país, com sua gente e suas inúmeras riquezas, para que ele volte a ser aquilo que todos nós, em nossos corações, sabemos que ele pode ser”, disse Eduardo Leite.

Por Patrick C. Santos | O Vale