Virgínia, MG recebe primeira parcela de recurso do Governo do Estado, do acordo com a Vale

Na foto (esquerda para direita): Ricardo Azevedo, prefeito de Cristina; Camilo Ribeiro da Silva, prefeito de Marmelópolis; Kadu do João Bosco (Virgínia); Ricardo Martins, prefeito de Piranguçu e Edilberto Marques da Cruz, prefeito de Delfim Moreira.

No último dia 30 de agosto, o prefeito Kadu do João Bosco esteve em Belo Horizonte com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, juntamente com outros prefeitos mineiros.

No encontro, Zema formalizou o repasse, às prefeituras mineiras, da primeira parcela do recurso negociado com a Vale, como ressarcimento diante do desastre ambiental ocorrido em Brumadinho.

O valor total negociado com a Vale é de R$ 1,5 bilhão – sendo que Virgínia receberá o total de R$ 1 milhão, em três parcelas: a primeira, agora, de R$ 400 mil; a segunda de R$ 300 mil em janeiro de 2022 e a terceira parcela de R$ 300 mil, em junho do ano que vem.

Em Virgínia, o recurso será aplicado em obras e infraestrutura. “No encontro, além dos prefeitos estiveram presentes diversas autoridades: governador Zema e seu Secretariado; Ministério Público Federal e Estadual; Tribunal de Contas do Estado de MG, deputados estaduais… Enfim, todos que participaram das negociações e do acordo com a Vale”, explicou Kadu.