5° BIL inicia atividades de ação social com cinquenta alunos da rede pública de Lorena

Programa Força no Esporte oferece programação recreativa, práticas de esporte e trabalho para incentivo à cidadania

Alunos do Profesp, parceria entre 5º Bil e Prefeitura de Lorena, lançada nesta semana (Foto: Marcelo A. dos Santos)

Em trabalho para fortalecer a cidadania, a inclusão e a integração social de crianças e adolescentes, o 5º BIL (Batalhão de Infantaria Leve), em parceira com Prefeitura de Lorena, iniciou, na última terça-feira (5), o Profesp (Programa Forças no Esporte), com cinquenta alunos da escola municipal Professora Leda Maria Bilard de Carvalho, do bairro Parque das Rodovias.

De acordo com o Exército, os estudantes devem comparecer ao quartel duas vezes por semana no contraturno escolar. Durante sua estadia, os alunos recebem alimentação e participam de atividades recreativas, práticas de esporte e podem conhecer a rotina militar e participar de atos cívicos-militares.

“Nós iremos utilizar as nossas instalações esportivas e a parte pedagógica é com a Prefeitura. Temos o futebol, vôlei, basquete, tênis e aquela atividade esportiva recreativa, dependendo da faixa etária”, explicou o tenente coronel Maurício Aparecido França.

Ele acredita que o projeto possa ser um celeiro de novos talentos. “É um programa nacional e as experiências em outras cidades têm demonstrado que isso vem acontecendo. Sem dúvida, ao plantar essas sementes logo nas crianças, logo cedo, a tendência é que novos talentos surjam e, quem sabe, surja novos campeões olímpicos e mundiais”, projetou França.

O programa está presente em 139 municípios de todos os estados federativos e do Distrito Federal, inclusive no Arquipélago de Fernando de Noronha e em comunidades indígenas no interior da Amazônia.

Programa oferece alimentação e atividades esportivas (Foto: Marcelo A. dos Santos)

Atualmente, são atendidas aproximadamente trinta mil crianças em 313 núcleos, em um investimento estimado em R$ 20,6 milhões.

Em virtude das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus, os ministérios da Cidadania e da Defesa passaram a distribuir ao longo de 2020 kits de alimentação para os integrantes do Forças no Esporte.

Neste ano, um TED (Termo de Execução Descentralizada), no valor de R$ 12 milhões, foi assinado para manter as atividades do projeto.

Os recursos foram distribuídos entre as três Forças Armadas. “É notória a transformação que o Forças no Esporte causa na nossa juventude, principalmente aquela em estado de vulnerabilidade social, internalizando valores, minimizando a fome e abrindo novas perspectivas de futuro para essa geração”, frisou o coronel Roberto de Moraes Tavares, coordenador nacional do Profesp.

Por Marcelo Augusto dos Santos | Jornal Atos