Homem é morto a tiros após atacar policial militar com golpes de facão em Borda da Mata, MG

Foto: Polícia Militar

Um homem de 68 anos foi morto durante uma troca de tiros com a Polícia Militar na madrugada desta quinta-feira (14) em Borda da Mata (MG). A PM informou que a troca de tiros começou depois que Cezar Lino da Silva atingiu um soldado com dois golpes de facão. Os policiais estavam na casa do homem para averiguar uma denúncia de ameaça feita por ele contra um vizinho por causa de um boi.

Segundo a Polícia Militar, um vizinho do suspeito foi até a sede da corporação para denunciá-lo. Segundo o homem, eles teriam discutido no feriado por causa de um boi que teria rompido os limites da cerca da propriedade dele. Durante a discussão, Cezar teria apontado uma arma e ameaçado o vizinho que fez a denúncia.

A Polícia então informou que foi até o local para averiguar a situação. Segundo a PM, os vizinhos disseram que ele era uma pessoa difícil de lidar e que ostentava armas para intimidar as pessoas.

Quando chegaram até a casa de Cezar, os policiais chamaram por ele, que saiu de sua casa e parou no terreiro, de onde respondia as perguntas dos militares. A PM informou que pediu a autorização para entrar e conversar com ele mais de perto e que isto foi autorizado.

Um dos policiais, um soldado, começou a falar para o homem sobre a denúncia feita pelo vizinho. Segundo a PM, o homem alterou o estado emocional e ficou irritado, dizendo que não teria feito nada.

Cezar então entrou em sua casa e manteve a porta entreaberta. De acordo com a PM, quando o soldado se aproximou da porta, o homem deu duas facadas no policial, sendo uma na cabeça e outra na altura do joelho.

Enquanto o soldado era retirado do local, os militares contaram que o homem começou a disparar contra eles, dando início a uma troca de tiros entra a PM e o suspeito. A polícia contou que pediu para que Cezar parasse de atirar e se entregar, mas que ele não obedeceu às ordens e continuou disparando contra os militares.

Após um tempo de confronto, os militares perceberam que Cezar não estava mais disparando e pela janela verificaram que ele estava caído no chão, ainda com vida. Ele e o soldado atingido foram socorridos e encaminhados para o pronto socorro de Borda da Mata. A perícia foi acionada e compareceu ao local. O facão, as armas e as munições foram apreendidos pela polícia.

“O comando do batalhão está tomando todas as medidas referentes à Polícia Judiciária, fazendo a autuação dos policiais em razão da ação deles e todas as medidas serão adotadas dentro daquilo que cabe à lei”, disse o major da Polícia Militar, Paulo Roberto Barros.

Segundo a PM, o médico do plantão afirmou que Cezar Lino da Silva morreu ao dar entrada no hospital. O corpo de Cesar foi encaminhado para o IML. O soldado foi transferido para o hospital Samuel Libânio de Pouso Alegre (MG).