Sinal digital vai chegar a 470 municípios mineiros

Parceria entre Empresa Mineira de Comunicação e Empresa Brasil de Comunicação irá permitir a democratização do acesso ao serviço

Com a ação, quase todo o estado de Minas Gerais passa a receber, com qualidade, o sinal da Rede Minas – Foto: Cristiano Machado / Imprensa MG

O sinal da TV digital vai chegar a 470 municípios mineiros que até então contavam apenas com a transmissão analógica do sinal de televisão. A ação foi celebrada, nesta terça-feira (19/10), com a assinatura de protocolo de cooperação que estabelece a entrada de Minas Gerais no projeto do governo federal “Digitaliza Brasil”. Estiveram presentes o governador de Minas Gerais, Romeu Zema; o secretário de Radiodifusão substituto do Ministério das Comunicações, Otávio Caixeta Viegas; o secretário de Estado de Cultura e Turismo (Secult), Leônidas Oliveira; o presidente da Empresa Mineira de Comunicação (EMC), Sérgio Rodrigo Reis; e o presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Glen Valente, além de outras autoridades.

De acordo com dados do Ministério das Comunicações, o país tem 1.638 municípios que contam apenas com sinal analógico. Para mudar essa realidade, o governo federal deu início ao projeto “Digitaliza Brasil”, com investimentos de R$ 3,6 bilhões. Minas Gerais está na lista dos estados que vão ser contemplados na primeira fase do programa, abrangendo 28,7% do total de municípios que serão atendidos, o que corresponde a um montante de cerca de R$ 200 milhões.

O governador destacou a importância de levar o sinal da Rede Minas para o maior número de localidades possível. Segundo Romeu Zema, ela foi fundamental na transmissão das aulas da rede estadual de ensino durante a pandemia. 

“Esse upgrade neste sistema de televisão que o estado de Minas está sendo contemplado tem uma importância muito maior do que talvez possamos imaginar. Uma das dificuldades durante a pandemia foi chegar a muitas famílias e alunos exatamente pela falta de internet ou de TV. Com esta tecnologia, um canal a mais poderia ter sido acionado para passar programas, aulas, o dia todo, o que um canal analógico não permite. E a Rede Minas divulga as nossas belezas, a nossa cultura, as nossas cidades históricas e tem um papel muito grande em informar o próprio mineiro sobre aquilo que Minas Gerais tem”, afirmou o governador.

“O Digitaliza Brasil vai levar a TV de qualidade, a TV pública, à população de Minas Gerais. A Rede Minas é a promotora do nosso turismo, tem feito um trabalho de ir até mais de 250 municípios mineiros para mostrar nossa cultura e, agora, com essa parceria com a EBC, vamos levar isso tudo para o Brasil também. É muito importante, também para o crescimento econômico, espalhar nossa mineiridade. Nos meses de maio, junho e julho o turismo injetou R$3,6 bilhões na economia mineira, e a Empresa Mineira de Comunicação tem papel importante nisso. Somos o estado que cresce o dobro da média nacional no turismo e, em agosto, tivemos 2 milhões de turistas circulando por Minas Gerais. E a TV, a comunicação,  tem papel fundamental nisso porque é o que fomenta a economia criativa”, apontou o secretário de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira.

Foto: Cristiano Machado / Imprensa MG

A ação vai permitir a democratização do acesso à TV digital, serviço gratuito no país. Com isso, quase todo o estado de Minas Gerais passa a receber, com qualidade, o sinal da Rede Minas, que integra a Empresa Mineira de Comunicação (EMC) e é vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult). Atualmente, a emissora pública mineira oferece conteúdo próprio focado em educação, cultura, informação e entretenimento. A Rede Minas mantém parcerias e retransmite algumas das atrações das colaboradoras na programação, como a EBC.

A parceria entre a EMC e a EBC foi também comemorada pelos seus representantes. “Produzimos uma programação de extrema qualidade, que precisa chegar a todos os mineiros, e o grande desafio era como fazer isso. E com a digitalização isso será concretizado”, disse o presidente da EMC, Sérgio Rodrigo Reis. 

O diretor-presidente da EBC, Glen Valente, destacou a importância da emissora mineira para o Brasil: “Essa integração nacional que a TV Brasil, junto com a Rede Minas, pode fazer, é um facilitador para mostrar o que é Minas para o Brasil inteiro”. E acrescentou: “a gente trabalhou para construir esse momento e deixar claro que a TV Brasil é um parceira da Rede Minas e vai continuar sendo”.

Com a assinatura do protocolo, as cidades elegíveis, segundo as normas do Ministério das Comunicações, têm até o dia 11/11 para aderir ao “Digitaliza Brasil”. As obras para instalação começam em 2022. Ainda no próximo ano, os equipamentos estarão prontos levando o sinal digital de TV para os municípios contemplados no programa, que também vai oferecer conversores de televisão com interatividade e desempenho otimizado para as famílias integrantes do Cadastro Único (CadÚnico), inclusive as beneficiárias do programa Bolsa Família, que atendem aos critérios estabelecidos Decreto nº 6.135, de 2007.

O sinal digital instalado com multiprogramação irá oferecer quatro canais, sendo um canal de programação da parceria EMC-EBC e três canais dedicados à formação e capacitação profissional, que podem ser usados mediante parcerias com a SEE e outros órgãos e entidades do estado, como Tribunal de Contas, Tribunal de Justiça, Ministério Público, Sistema S, Fiemg, instituições acadêmicas públicas e privadas, organismos internacionais, dentre outras, diversificando a programação e levando mais informação à população mineira.

Rede Minas

A Rede Minas se destacou como pioneira na exibição de conteúdos escolares para estudantes. A iniciativa teve início com a pandemia, quando os alunos da rede pública de educação tiveram as aulas suspensas. O projeto envolveu a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE) e contou uma equipe multidisciplinar, com profissionais da educação e do audiovisual. Juntos, desenvolveram milhares de teleaulas. O resultado de sucesso pôde ser mensurado pelo número de telespectadores e internautas que acompanham o conteúdo que se mantém na programação e participam com dúvidas e comentários.

Por Agência Minas

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Who we are

Our website address is: http://agazetarm.com.br.

What personal data we collect and why we collect it

Comments

When visitors leave comments on the site we collect the data shown in the comments form, and also the visitor’s IP address and browser user agent string to help spam detection.

An anonymized string created from your email address (also called a hash) may be provided to the Gravatar service to see if you are using it. The Gravatar service privacy policy is available here: https://automattic.com/privacy/. After approval of your comment, your profile picture is visible to the public in the context of your comment.

Media

If you upload images to the website, you should avoid uploading images with embedded location data (EXIF GPS) included. Visitors to the website can download and extract any location data from images on the website.

Contact forms

Cookies

If you leave a comment on our site you may opt-in to saving your name, email address and website in cookies. These are for your convenience so that you do not have to fill in your details again when you leave another comment. These cookies will last for one year.

If you visit our login page, we will set a temporary cookie to determine if your browser accepts cookies. This cookie contains no personal data and is discarded when you close your browser.

When you log in, we will also set up several cookies to save your login information and your screen display choices. Login cookies last for two days, and screen options cookies last for a year. If you select "Remember Me", your login will persist for two weeks. If you log out of your account, the login cookies will be removed.

If you edit or publish an article, an additional cookie will be saved in your browser. This cookie includes no personal data and simply indicates the post ID of the article you just edited. It expires after 1 day.

Embedded content from other websites

Articles on this site may include embedded content (e.g. videos, images, articles, etc.). Embedded content from other websites behaves in the exact same way as if the visitor has visited the other website.

These websites may collect data about you, use cookies, embed additional third-party tracking, and monitor your interaction with that embedded content, including tracking your interaction with the embedded content if you have an account and are logged in to that website.

Analytics

Who we share your data with

How long we retain your data

If you leave a comment, the comment and its metadata are retained indefinitely. This is so we can recognize and approve any follow-up comments automatically instead of holding them in a moderation queue.

For users that register on our website (if any), we also store the personal information they provide in their user profile. All users can see, edit, or delete their personal information at any time (except they cannot change their username). Website administrators can also see and edit that information.

What rights you have over your data

If you have an account on this site, or have left comments, you can request to receive an exported file of the personal data we hold about you, including any data you have provided to us. You can also request that we erase any personal data we hold about you. This does not include any data we are obliged to keep for administrative, legal, or security purposes.

Where we send your data

Visitor comments may be checked through an automated spam detection service.

Your contact information

Additional information

How we protect your data

What data breach procedures we have in place

What third parties we receive data from

What automated decision making and/or profiling we do with user data

Industry regulatory disclosure requirements

Save settings
Cookies settings