Prefeito de Ilhabela assina termos de fomento de 32 projetos aprovados em programa de estímulo à cultura

O prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci, realizou nesta semana, no auditório do Paço Municipal, a assinatura dos termos de fomento dos 32 projetos aprovados no PEC – Programa de Estímulo à Cultura, que investirá R$ 1 milhão em projetos artístico-culturais de artistas, grupos, coletivos ou outras entidades e empresas que trabalham na área artístico-cultural. O evento contou com a presença do ex-ministro Aldo Rebelo, que também já foi deputado federal por São Paulo durante cinco mandatos.

“É uma honra poder acompanhar esta importante iniciativa ao fomento das políticas públicas culturais. Parabéns ao trabalho do prefeito Toninho Colucci pelo trabalho e aos artistas que foram contemplados. Sem dúvidas, quem ganha é a sociedade de Ilhabela”, destacou Aldo Rebelo. Além do prefeito Toninho Colucci e do ex-ministro Aldo Rebelo, fizeram parte da cerimônia de assinatura dos termos de fomento, o vereador Gabriel Rocha e o secretário-adjunto de Cultura, Alexandre Baptista. “Nosso intuito é fortalecer cada mais as políticas públicas culturais para nossa população. Criar iniciativas onde nossos munícipes possam ter acesso à uma gama maior de cultura em toda a cidade, sem contar na valorização de toda a classe artística da cidade”, destacou o prefeito.

Segundo a Prefeitura de Ilhabela, o objetivo é democratizar o acesso aos benefícios para todas as modalidades artísticas. “Nossa intenção é contribuir da melhor forma para que o incentivo chegue nas mãos dos artistas. Temos em Ilhabela, grandes projetos, que com o Programa de Estímulo à Cultura ganham visibilidade e reconhecimento de todos”, destacou o secretário de Cultura, Marquinhos Guti.

O Programa de Estímulo à Cultura é um mecanismo de financiamento público, com recursos diretos para incentivar projetos artísticos-culturais na cidade. A iniciativa tem por objetivo fomentar e contribuir para o desenvolvimento artístico e cultural de Ilhabela, assim como oferecer opções de arte e cultura para toda a população. Os projetos culturais serão realizados em espaços independentes, espaços públicos ou privados e até em plataformas virtuais.

Foram inscritos 67 projetos artísticos nas áreas de audiovisual, artes visuais, incentivo à leitura, teatro, dança, música, circo, culturas populares e tradicionais, voltados à valorização da diversidade cultural. Para a avalição desses projetos, a comissão de seleção utilizou como critérios: relevância cultural e artística, originalidade e excelência; efeito multiplicador; adequação orçamentária e capacidade de realização; acessibilidade, alcance social e potencial de multiplicação e contrapartida do projeto conforme plano apresentado.