Destaque PequenoSul Fluminense

Guarda Ambiental de Barra Mansa, RJ divulga balanço de atendimentos de 2023

Maus tratos e resgates de animais silvestres somam o maior número de denúncias registradas

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Barra Mansa, através da Guarda Ambiental, divulgou um balanço das ações feitas ao longo de 2023. Segundo os agentes, foram atendidas 1.185 denúncias no total, sendo que os maus tratos e resgates de animais silvestres representaram as principais demandas da população.

O gerente de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Felipe Rodrigues, informou que, até o dia 14 de dezembro, os atendimentos a denúncias de maus tratos a animais somavam 657. Desses, 66 processos administrativos foram abertos para correção de irregularidades, conforme a Lei Municipal 4.330 de 2014.

De acordo com Felipe, os resgates de animais silvestres ocorrem quando estes estão debilitados ou feridos. Após o recolhimento, eles são levados ao Zoológico Municipal de Volta Redonda ou ao Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama, em Seropédica, para atendimento veterinário e acompanhamento até a reinserção na natureza. Dentre os animais mais resgatados na área urbana está o gambá ou saruê, principalmente em épocas de reprodução, que costuma ser no mês de setembro.

– A partir do processo administrativo e da notificação, o responsável pelo animal tem um prazo específico para cumprir com as exigências. Caso contrário, ele poderá ser penalizado com uma multa de R$ 600 e, em caso de reincidência, poderá ser acrescido mais R$ 300. Ainda existe outra penalização caso o tutor tente evitar ações de fiscalização e/ou provoque o desaparecimento do animal, o que faz com que a multa chegue a R$ 1.800 por animal – detalhou o gerente de fiscalização.

A Guarda Ambiental destaca que caso o morador observe qualquer situação de maus tratos a animais ou outra forma de crime ambiental, deve entrar em contato pelo telefone: (24)2106-3406.

Foto: Paulo Dimas