Destaque PequenoLITORAL

Lei Paulo Gustavo contempla 58 projetos culturais em Ubatuba

O ano de 2024 começa com 58 projetos culturais selecionados na Lei Complementar nº 195/2022, mais conhecida como “Lei Paulo Gustavo”. Os trabalhos serão desenvolvidos ao longo dos próximos meses para registrar, fortalecer e divulgar as diversas manifestações culturais existentes no município.

Os projetos são de obras audiovisuais, música, teatro, literatura, cultura indígena, quilombola e caiçara, história e geografia, artesanato, dança, circo, artes visuais e patrimônio material ou imaterial.

Entre as propostas selecionadas, 25 se enquadram em cotas étnicas-raciais, sendo 22 desenvolvidas por pessoas negras (pretas/pardas) e outras três por pessoas indígenas. “A diversidade dos projetos garantirá o protagonismo dos povos e das comunidades tradicionais. A riqueza cultural de Ubatuba estará muito bem representada”, destacou o presidente da Fundação de Arte e Cultura (Fundart), Luiz Bischof.

Os editais da Lei Paulo Gustavo são do Fundo Municipal de Cultura de Ubatuba, por meio da Fundart. Ao todo foram mais de R$ 974 mil de apoio financeiro aos projetos culturais, divididos conforme o Plano de Ação elaborado após debates com a participação popular e aprovado por votação com representantes de diversos segmentos culturais.

Confira a divisão dos valores da Lei Paulo Gustavo:

R$ 802.810,74 são de recursos do Governo Federal

R$ 171.498,72 foram disponibilizados pelo Fundo Municipal de Cultura, provenientes do orçamento da Fundart