Sul Fluminense

Perseguição e violência: Mulher é presa por agredir filhos e mãe idosa, em Barra do Piraí

Por Folha do Aço

Policiais civis da 88ª DP (Barra do Piraí) prenderam uma mulher de 36 anos, ex-traficante, por diversos crimes da Lei Maria da Penha praticados contra sua mãe, uma idosa de 67 anos de idade. Os abusos, que incluem perseguição e violência psicológica, perduraram por mais de 6 anos.

Segundo o delegado Antonio Furtado, as autoridades foram alertadas sobre o caso após uma denúncia do Conselho Tutelar. A prisão ocorreu no Morro do Gama, após a acusada agredir seus filhos, de 18 e 16 anos, exigindo dinheiro para comprar cocaína, não para revenda, mas para seu consumo, uma vez que é dependente química.

A situação se agravou quando a avó dos adolescentes interveio, pedindo que a filha parasse de maltratar os netos. A ex-traficante, então, passou a humilhar e agredir psicologicamente a idosa, chegando a proferir graves injúrias, chamando-a de prostituta e velha nojenta, além de desejar sua morte.

Os netos impediram a agressão física à avó, mas a polícia foi acionada. A mulher foi presa em flagrante e responderá pelos crimes de perseguição, violência psicológica, injúria por preconceito de idade e tentativa de lesão corporal contra a mãe. As penas somadas podem chegar a 8 anos de prisão.

O delegado ressaltou que a acusada já havia sido presa anteriormente por tráfico e associação ao tráfico. “A mãe da agressora, que trabalha como faxineira e manicure, nunca abandonou a filha, mesmo quando esta esteve presa. A prisão da mulher foi uma medida necessária para proteger as vítimas e fazer valer a lei”, concluiu Furtado.