DestaqueSul Fluminense

Saúde de Volta Redonda zera fila para realização de ressonância magnética na rede pública

Por Ascom PMVR

A Pref conseguiu neste mês de maio, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), zerar a fila de espera para a realização de ressonâncias magnéticas na rede pública municipal.

Desde fevereiro, o exame tem sido feito em um espaço exclusivo, localizado na Rua 33, na Vila Santa Cecília, que oferta mensalmente cerca de 800 procedimentos. De lá pra cá, foram mais de 4,3 mil ressonâncias para usuários do SUS (Sistema Único de Saúde).

Quando foi iniciada a realização dos exames no novo espaço, no dia 2 fevereiro, a fila de espera era de 2,8 mil solicitações, e foram feitos 858 atendimentos no mesmo mês. Já em março, foram realizadas 1.213 ressonâncias; mais 14 mil em abril; e na primeira quinzena deste mês (maio) já foram 912 procedimentos.

“Hoje temos, em média, uma entrada de novos pedidos em torno de 800 exames e realizamos este quantitativo dentro do mês. Com exceção dos exames com sedação, que aguardam em torno de 45 dias, pois exigem a necessidade do profissional anestesista”, explicou Sheila Rodrigues, coordenadora do Departamento de Controle, Avaliação, Regulação e Auditoria da SMS.

Na clínica contratada para a realização dos exames são realizados diversos tipos de ressonância, com e sem contraste, como em articulações, coluna cervical, crânio, membros, tórax, artroressonância e enteroressonância, entre outros. A secretária municipal de Saúde, Maria da Conceição de Souza Rocha, falou sobre o trabalho intensificado para acabar com a espera pela ressonância na rede pública.

“Com esse novo espaço, conseguimos dar mais agilidade à realização de ressonâncias, inclusive com exames também sendo feitos aos fins de semana. Um mutirão que conseguiu acabar com o tempo de espera e melhorar o atendimento ao usuário da rede pública”, frisou a secretária.